Projeto LOCATIONS capacita cidades da Europa do Sul com turismo de cruzeiros rumo a uma mobilidade de baixo carbono

Receber, partilhar e capacitar cidades Europeias com destino de cruzeiros para o desenho de politicas de mobilidade de baixo carbono, foram as ações que serviram de mote ao workshop coordenado pela Lisboa E-Nova e desenvolvido no âmbito do projeto LOCATIONS,  que decorreu em Lisboa nos dias  18 e 19 de Outubro.

O LOCATIONS é um projeto cofinanciado pelo programa Interreg MED que desenvolve soluções de mobilidade de baixo carbono em cidades com destino de cruzeiros e tem por objetivo apoiar as administrações públicas locais na elaboração de Planos de Mobilidade e Transporte de Baixo Carbono. Estes planos visam diminuir as emissões de gases com efeito de estufa resultantes do aumento de tráfego na cidade provocado pelo turismo de cruzeiros, através de um amplo uso de soluções de transporte sustentáveis e inovadoras. Um outro aspeto central dos Planos de Mobilidade de Baixo Carbono é a necessidade de desenvolver medidas equilibradas que contribuam para simultaneamente melhorar a qualidade de vida dos cidadãos locais e otimizar a experiência dos passageiros de cruzeiros, aumentando desta forma a atratividade do porto.

Depois de desenvolvidos os Planos de Mobilidade e Transporte de Baixo Carbono para as cinco cidades parceiras do projeto – Lisboa, Málaga, Ravenna, Trieste, Zadar, Rijeka e Durres – o LOCATIONS está a replicar e a adaptar as metodologias desenvolvidas para mais onze cidades com destino de cruzeiros localizadas na região do mediterrâneo. Neste contexto, a Lisboa E-Nova e o Município de Lisboa receberam no passado mês de outubro em Lisboa, a equipa internacional do projeto LOCATIONS para a realização de um workshop formativo para transferência de experiências e de conhecimentos adquiridos para as novas cidades portuárias seguidoras do projeto.

A Lisboa E-Nova e outros parceiros técnicos do LOCATIONS prestam suporte técnico especializado às novas cidades portuárias, o que culminará no desenvolvimento do seus Planos de mobilidade de baixo carbono. Para operacionalizar este suporte técnico o LOCATIONS disponibiliza várias  ferramentas de apoio ao desenvolvimento dos seus planos, como é o caso do Manual de capacitação para aplicação de métodos participativos no envolvimento de atores locais ou   do Pacote Modular que constitui um catálogo de 14 medidas técnicas e soluções desenvolvidas na primeira fase do projeto pelas sete cidades parceiras e  com potencial de replicação para as novas onze cidades.

Durante o workshop foram também apresentados os Planos de Mobilidade de Baixo Carbono desenvolvidos para as sete cidades parceiras. No caso de Lisboa, o Plano de Mobilidade de Baixo Carbono considera que a cidade “deverá tornar-se um destino de excelência, onde as opções de mobilidade disponíveis apresentam um impacto reduzido e contribuem para potenciar oportunidades e melhorar a coexistência entre residentes e turistas.” Para a concretização desta visão estratégica, são identificadas quatro áreas principais de intervenção que incluem, a promoção da cidade através de modos ativos e de transportes públicos, a necessidade de reduzir o impacto dos transportes turísticos no centro histórico e noutras áreas turísticas e a necessidade de desenvolver soluções que equilibrem o número de turistas nos locais de forte atração turística.

A partilha destas experiências e das lições aprendidas, baseadas numa abordagem de cooperação inter-regional e de crescimento sustentável da região do mediterrâneo, revelaram-se essenciais para assegurar o sucesso do desenvolvimento dos novos planos de mobilidade de baixo carbono para as onze cidades seguidoras do projeto LOCATIONS.