SOLIS

No âmbito do concurso Apoiar a Transição para uma Economia Circular – Fase II, a Lisboa E-Nova vai receber financiamento do Fundo Ambiental para desenvolver o projeto SOLIS (Potencial Solar em Lisboa).

O projeto SOLIS é um instrumento desenhado para responder de forma inovadora ao desafio do aumento da produção de energia de origem solar na cidade de Lisboa. Como ponto de partida, conta-se com um favorável enquadramento estratégico da cidade que pretende elevar Lisboa à Capital Europeia do Solar, através do desenvolvimento da Estratégia Solar de Lisboa (2018-2021), visando alcançar, até 2021, 8 MW de capacidade instalada de energia solar fotovoltaica na cidade, superando através desta fonte 20% das necessidades energéticas da cidade. A infraestrutura de suporte do SOLIS é uma plataforma digital de apoio e alavancagem da política solar de Lisboa e simultaneamente de uma ferramenta inovadora que pretende de uma forma integrada apoiar o desenvolvimento de novos modelos de negócio na área do solar e de dinamizar novas formas de envolvimento de cidadãos e atores locais.

O instrumento SOLIS inclui o desenvolvimento de uma plataforma com duas componentes, a atualização e melhoria da carta do potencial solar de Lisboa e o desenvolvimento de um espaço virtual com capacidade para reunir e divulgar soluções tecnológicas associadas à produção de energia solar.

A carta do potencial solar de Lisboa foi promovida em 2012 pela Lisboa E-Nova no âmbito do projeto Europeu POLIS e desenvolvida pela Municípia ao abrigo do projeto. Trata-se de uma carta produzida com base em técnicas de fotogrametria e em algoritmia específica para cálculo do potencial solar, que serve atualmente como ferramenta de apoio à avaliação do potencial solar de edifícios e de outras superfícies em Lisboa. Com a nova versão da carta do potencial solar, espera-se que o Município avalie o seu potencial solar e compare o seu consumo de eletricidade, de forma a estabelecer metas e políticas otimizadas relativamente à adoção de energia solar. Adicionalmente, a ferramenta permitirá aos proprietários de edifícios, habitações e outros espaços comparar o seu perfil de consumo elétrico com o potencial solar fotovoltaico da localização e obter o dimensionamento do sistema fotovoltaico ótimo a instalar.

A exploração da tecnologia solar fotovoltaica em Lisboa constitui uma oportunidade para tornar a cidade de Lisboa mais eficiente em termos energéticos e menos emissora de gases com efeito de estufa.