Cleanwatts cria “laboratório vivo” das comunidades de energia do futuro

A Cleanwatts criou o Cleanwatts Living Lab, um laboratório vivo de inovação que conecta pessoas e tecnologia, em concreto os colaboradores e as soluções tecnológicas da Cleanwatts e dos seus parceiros, com o intuito de, por um lado, estimular a criatividade e participação ativa dos colaboradores na validação e no desenvolvimento de novos produtos e serviços de valor acrescentado e, por outro lado, contribuir para a inovação do quadro regulatório e regulamentar nacional no âmbito da transição energética descentralizada, digitalizada e democratizada, com o utilizador final no centro da ação.

 

O Cleanwatts Living Lab consistirá num ecossistema de inovação, baseado em partilha de conhecimento, investigação e desenvolvimento, que contará, também, com a colaboração e envolvimento de parceiros estratégicos na construção das melhores soluções, quer tecnológicas e sociais, quer ao nível dos modelos de negócio, para a criação das comunidades de energia do futuro, bem como para robustecer e capacitar o utilizador final enquanto agente ativo do sistema energético, com vista também à criação de novos mercados – os mercados locais de energia”, explica Luísa Matos, cofundadora da Cleanwatts e responsável pelas áreas da inovação e das operações da empresa.

 

O Cleanwatts Living Lab incorporará comunidades de energia renovável, ao abrigo da legislação em vigor, mas também projetos-piloto de comunidades energéticas inseridos em mecanismos de “regulatory sandboxes” a fim de testar, em ambiente real e controlado, soluções disruptivas que possibilitem a simplificação e aceleração da descarbonização energética, com benefícios económicos, sociais e ambientais para os seus membros.

 

Ao abrigo do Cleanwatts Living Lab será possível produzir energia de base renovável, consumir e armazenar a energia produzida localmente, flexibilizar os consumos energéticos, carregar o veículo elétrico, partilhar a energia entre os membros e providenciar serviços de flexibilidade e serviços auxiliares à rede elétrica, para contribuir para uma maior segurança e qualidade de abastecimento. Desta forma, será possível criar condições para o aumento da competitividade das empresas, mais rendimento disponível nas famílias e instituições, bem como combater a pobreza energética, possibilitando uma maior acessibilidade a serviços energéticos essenciais e a menores custos face aos praticados na atividade de comercialização convencional.

 

Para o efeito, serão instalados diversas soluções e dispositivos, tais como unidades de produção de energia renovável, baterias, inversores, veículos elétricos, carregadores de veículos elétricos, assim como cargas controláveis, designadamente frigoríficos, bombas de calor, sistemas de AVAC (Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado), termoacumuladores, etc., associados a diversas soluções de monitorização e controlo.

 

As soluções e dispositivos interoperáveis que compõem o Cleanwatts Living Lab, são conectadas e integradas com o Sistema Operativo da Cleanwatts (Cleanwatts™ OS), capaz de integrar e gerir de forma inteligente e eficiente os ativos e os fluxos energéticos na comunidade, garantindo ainda a interação com a rede de forma agregada.

 

Os membros da comunidade vão beneficiar de reduções significativas na sua fatura energética e pegada ecológica, ao mesmo tempo que usufruem da participação ativa na transição energética, através de mecanismos de valorização e remuneração dos comportamentos energéticos que otimizam quer o desempenho da comunidade no seu todo, quer da operacionalização da rede envolvente.

 

O Cleanwatts Living Lab, desenvolvido no âmbito do projeto Kiplo® STEP, centrará a sua ação no utilizador final, pelo que serão testados modelos de negócio inovadores, que visam minimizar, anular ou financiar o investimento inicial na constituição de comunidades de energia, potenciando a sua participação ativa no desenvolvimento de mercados locais de energia, através, por exemplo, de modelos de partilha e transações energéticas (P2P – Peer-to-peer), com recurso a tecnologias sofisticadas e robustas que asseguram transparência, segurança e confiança, tal como o blockchain e a inteligência artificial.

 

“Os mercados locais de energia associados às comunidades de energia geridas por sistemas avançados terão um papel crítico no futuro dos sistemas energéticos. Com o Cleanwatts Living Lab pretendemos antecipar o futuro das comunidades de energia, criando um efetivo ecossistema de inovação aberta, onde os nossos colaboradores serão os primeiros a experienciar os benefícios que pretendemos proporcionar aos nossos clientes, que connosco contribuem para um mundo melhor e mais descarbonizado”, resume Luísa Matos.

 644 total views

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x