EDP marca presença no encontro Equal by 30 e reafirma metas para a igualdade de género

A EDP participou no dia 22 de fevereiro no encontro em Paris da campanha Equal by 30, que pretendeu reunir esforços no setor público e privado em redor de um conjunto de compromissos comuns que promovam as metas da igualdade de género para, até 2030, atingir os 3Es: Equal opportunity, Equal pay, Equal leadership. A EDP levou três casos de estudo ao evento, onde teve oportunidade de reforçar as suas metas globais para estimular a igualdade de género no setor energético.
Além de aderir aos 30 compromissos já existentes, a EDP assumiu o compromisso individual de promover a diversidade laboral através de um trabalho digno, seguro e pautado pela igualdade de oportunidades entre géneros. Entre os objetivos definidos para 2020 está o reforço da presença de mulheres no total de colaboradores do grupo.
Liderada pelo Clean Energy Ministerial e pela International Energy Agency, a campanha Equal by 30 surgiu em maio de 2018 e conta com a participação de 52 empresas e nove governos. No encontro de hoje, representantes de sete países e 12 empresas vão participar em discussões sobre as políticas de igualdade de género e contribuir com a partilha de experiências na implementação e avaliação de progresso dos programas apresentados.
Uma das iniciativas destacadas no evento foi a Estratégia e Política de Diversidade da EDP. Após analisar a realidade interna e práticas do mercado, a EDP criou a área de Diversidade e Inclusão em 2015, com o objetivo de garantir a promoção e o desenvolvimento de uma cultura baseada no respeito pelo ser humano e em oportunidades igualitárias. O plano conta com metas específicas e quantificáveis, com medidas focadas em quatro dimensões: Género, Deficiências, Gerações e Nacionalidades.
Com a implementação do projeto, o EDP Trainee Program teve, na última edição, a participação de 11 nacionalidades e 50% de representação feminina. O número de mulheres do grupo EDP também aumentou globalmente, à semelhança da evolução registada nos cargos de liderança.
O segundo caso de destaque é a Formação de Enviesamento Inconsciente para Colaboradores, que consiste na realização de diversas sessões que dão ferramentas aos quadros da empresa para conseguirem identificar possíveis situações de preconceito inconsciente e reconhecer como estas afetam o seu dia-a-dia e as suas decisões, promovendo um melhor ambiente de trabalho para todos.
Até o final de 2018, mais de 1.600 funcionários receberam a formação. A iniciativa foi premiada com o selo da diversidade, incluída na categoria “Desenvolvimento Profissional e Progressão na Carreira” da Carta Portuguesa para a Diversidade.
Por último, será apresentado o caso do lançamento da 1ª Escola de Eletricistas Exclusiva para Mulheres da EDP Brasil. A iniciativa, que oferece uma bolsa durante o curso, formação profissional completa e possibilidade de contratação, é pioneira no setor elétrico brasileiro e recebeu mais de 1200 inscrições, com 32 mulheres formadas e sete contratações após o curso. Até o fim de 2019, o objetivo é formar mais 40 mulheres como eletricistas.
Todas estas iniciativas reforçam também o compromisso da EDP com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), metas que compõem o plano de ação global definido pela Organização das Nações Unidas (ONU) para vencer os principais desafios mundiais. A empresa incorporou, de forma ativa, oito ODS na sua agenda estratégica, incluindo o ODS 5 ‘Igualdade de Género’.
Para aceder ao site oficial da campanha, clique aqui.

 

Wes Schweitzer Authentic Jersey