Eficiência energética na iluminação pública

Este projeto pretende, na sua globalidade, contribuir para melhorar a eficiência energética global da iluminação pública na cidade.

Serão promovidas medidas de otimização da iluminação pública para Lisboa, apoiadas pelo Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, promovido pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Serão instalados 1000 balastros eletrónicos em candeeiros com lâmpadas de 250 W, resultando numa poupança anual de 381 MWh/ano (redução anual da fatura em 32 mil €/ano). Será também intervencionada a iluminação exterior da Basílica da Estrela, como exemplo demonstrativo da iluminação eficiente do património histórico. Desta operação estima-se um consumo evitado anual de 791 MWh, que representam na fatura energética da CML uma redução superior a 80 mil €/ano.

A Lisboa E-Nova iniciou em 2009, o Ensaio LED no Parque Eduardo VII, onde foram substituídas temporariamente algumas luminárias convencionais (vapor de sódio de alta pressão) por luminárias LED de baixo consumo, de modo a avaliar a qualidade de luz e monitorizar a melhoria na eficiência energética e luminotécnica. Várias empresas têm demonstrado interesse em participar no projeto, e estuda-se a possibilidade de ser estendido a outras zonas da cidade.

Documento de Referência para Eficiência Energética na Iluminação Pública

Informação

INÍCIO

2009

Parceiros

CML
EDP
Schréder
Electro-campo
Stagecom
Cariboni Group
Wes Schweitzer Authentic Jersey