Empresas unem-se para ajudar vítimas do Idai e vão enviar cinco mil mochilas solidárias para Moçambique

 

EDP, grupo Águas de Portugal e Lusíadas Saúde associaram-se à iniciativa da SIC Esperança e reuniram bens essenciais que vão ser entregues na província da Beira.

A EDP, o grupo Águas de Portugal e a Lusíadas Saúde desafiaram os seus colaboradores a prepararem Mochilas Esperança, associando-se à iniciativa Apoiar Moçambique lançada pela SIC Esperança. Os trabalhadores destas empresas e do grupo Impresa conseguiram recolher kits de bens essenciais para cinco mil mochilas: arroz, massa, feijão, atum, leite condensado, tacho, colher de pau, sabonetes e t-shirts.
Os colaboradores da EDP conseguiram juntar 2100 mochilas solidárias, o grupo Águas de Por-tugal reuniu 1400 mochilas, a Lusíadas Saúde reuniu 1000 mochilas e o grupo Impresa, de que a SIC Esperança faz parte, 500.
Estes bens vão ser entregues à população do Dondo, na província da Beira, através da ONGD portuguesa APOIAR – Associação Portuguesa de Apoio a África.
A iniciativa Apoiar Moçambique, lançada pela SIC Esperança, lançou também uma conta ban-cária e uma linha telefónica solidária. Através desses donativos dados pelos portugueses, foram reunidos mais quase 240 mil euros que vão ser utilizados para recuperar o bairro da Mafarinha, no Dondo.
A SIC Esperança está responsável por acompanhar a implementação do projeto, que benefi-ciará os projetos da APOIAR – Associação Portuguesa de Apoio a África. Com este dinheiro, vai ser possível reconstruir a Escola de Mafarinha, que acolhe diariamente 1500 crianças. Vão também ser reconstruídas centenas de habitações afetadas pela catástrofe.
As mochilas esperança foram recolhidas pelas empresas no início do mês e vão ser encaminhadas para Moçambique nas próximas semanas, de forma a que muitas das famílias afetadas pelo ciclone possam voltar a ter bens básicos e essenciais à normalização das suas vidas.

Wes Schweitzer Authentic Jersey