Siemens apresenta a primeira “Avenida Elétrica” do Reino Unido

A Siemens inaugurou a primeira avenida, do Reino Unido, totalmente convertida para permitir o carregamento de veículos elétricos. Com um comprimento de 800 metros, esta avenida de um bairro residencial de Westminter, em Londres, foi batizada como ‘Avenida Elétrica, W9’.
No âmbito deste projeto, realizado em colaboração com a ubitricity UK e o distrito de Westminster, foram adaptados 24 postes de iluminação pública para carregamento de veículos elétricos, aproveitando assim a infraestrutura da cidade. As pessoas que vivem na avenida Sutherland podem agora carregar as suas viaturas em diversos pontos. Nas próximas semanas, duas das ruas adjacentes serão igualmente convertidas em “avenidas elétricas”.
Esta iniciativa vai ao encontro de estudos recentes, elaborados pela Siemens, que indicam que mais de um terço (36%) dos automobilistas britânicos pretende que o seu próximo veículo seja híbrido ou elétrico. De facto, dois em cada cinco (40%) afirmam que não têm ainda um carro destes por falta de pontos de carregamento. Ou seja, este é o fator mais dissuasor que faz com que os automobilistas optem por não comprar um veículo elétrico ou híbrido.
Outros dados indicam que 80% dos automobilistas no centro de Londres são da opinião que é ‘muito importante’ melhorar a qualidade do ar, e que, nos últimos cinco anos, 83% têm vindo a preocupar-se cada vez mais com a sua pegada de carbono. Durante 2019, o bairro londrino de Westminster assistiu a um crescimento de 40% de veículos elétricos carregados no bairro, muito mais que em qualquer outro bairro de Londres.

O futuro é elétrico
Neste momento, Westminster tem mais pontos de carregamento que qualquer outro distrito local: são 296 instalados em postes de iluminação pública, 24 destes localizados na ‘Avenida Elétrica’. O objetivo é atingir, ainda em 2020, mil pontos de carregamento, uma vez que Westminster tem o dobro dos carros elétricos registados do que qualquer outro bairro da zona interior de Londres, e a maior quantidade de todos os outros bairros de Londres.
A Siemens e a ubitricity UK finalizaram agora mais de 1.300 instalações por toda a cidade, em grande parte financiadas pelo programa Go Ultra Low Cities, apoiando a campanha #LetLondonBreathe (deixa Londres respirar) do Presidente da Câmara Sadiq Khan, que visa melhorar a qualidade do ar da cidade.
“Sabemos que metade da poluição do ar de Londres se deve aos transportes terrestres e Westminster é uma área muito movimentada. Embora não seja possível resolver o problema da qualidade do ar de um dia para outro, a ‘Avenida Elétrica, W9’ é um caso de estudo importante que demonstra o que se pode fazer aproveitando as infraestruturas existentes na cidade” disse Cedrik Neike, membro do Conselho de Administração da Siemens AG e CEO da Siemens Smart Infrastructure.
O projeto de conversão da avenida de Sutherland recorreu a infraestruturas existentes para instalar os pontos de carregamento, criando-se uma rede simples e rápida capaz de abastecer os oito mil carros elétricos que, de acordo com as previsões, serão matriculados no bairro de Westminster até 2025. Estes pontos permitem carregar as viaturas elétricas de forma ecológica e a baixo custo. Têm também custos de instalação e de manutenção reduzidos, o que torna os projetos ainda mais interessantes para os automobilistas e para as autarquias.
A tecnologia utilizada nas conversões permite que carros elétricos possam ser carregados durante a noite para níveis de autonomia de 200 a 300 quilómetros, dependendo do sistema de carregamento de baterias instalado no carro. Normalmente, os carros híbridos podem ser carregados em duas a três horas.

Para mais informações sobre o projeto de Londres, veja
www.siemens.co.uk/electricavenue

 4,130 total views