Aquametragem

O Projeto “Aquametragem” foi promovido pela Lisboa E-Nova e consistiu no desenvolvimento, produção e realização de uma curta-metragem de animação para disseminação através de meios digitais e equipamentos culturais.

Cofinanciado pelo Fundo Ambiental no âmbito do Aviso n.º 3771-A/2018 – Educação Ambiental + Sustentável: Promover o uso eficiente da água, teve o objetivo de sensibilizar o público em geral para uma mudança de comportamentos no modo de consumo da água e alertar para a escassez deste bem, contribuindo assim para uma maior sustentabilidade hídrica. Pretendeu-se aliar a cultura à sustentabilidade, abordando-a de modo artístico e lúdico e transmitindo informação relevante e educativa ao público em geral. Pretendeu-se abranger vários subtemas ligados à água (como o uso eficiente, água reciclada, água virtual e o nexo água-energia), dando ênfase aos 5R’s: Reduzir os consumos, Reduzir as perdas e desperdícios, Reutilizar a água, Reciclar a água e Recorrer a origens alternativas.

Esta curta-metragem de animação digital em 3D, realizada em computer graphics imagery, tem a produção executiva da Lisboa E-Nova, foi escrita e dirigida por Marina Lobo, Eng. do Ambiente e Mestre em Animação 3D e produzida pela aToca Animação digital. Com cerca de 6 minutos, está disponível para visualização e download gratuito, constituindo um recurso educativo ao dispor de todos. O projeto conta com o apoio da EGEAC, que promoveu a transmissão deste filme através dos seus equipamentos e eventos culturais, e também com o apoio de divulgação da Câmara Municipal de Lisboa.

Em julho de 2019, o filme Aquametragem venceu a categoria PROTEGER O NOSSO PLANETA na competição internacional ODS em Ação, o Festival de Cinema sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.  Este Festival foi lançado em 2018 e tem como objetivo avaliar e premiar, em seis categorias distintas, curtas-metragens sobre projetos ou pessoas que promovem o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

O filme faz também parte da seleção oficial do CineEco 2019 – 25º Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela – Seia / Portugal e do IV MIFF – Festival Internacional de Cinema de Mequinensa 2019 – Espanha.

O lançamento da curta-metragem realizou-se no Cinema S. Jorge, a 26 de novembro de 2018, e incluiu uma apresentação sobre o objetivo nº 6 dos ODS “Água e Saneamento”.

Sinopse: O Hidro foi bafejado pela sorte. Em seu redor a água parece não ter fim. Mas o seu estado de alegria é interrompido por sinais de alerta. Afinal, a água é limitada e escassa. Será tarde demais? Conseguirá a família H2O mudar os seus comportamentos e gerir este recurso de forma eficiente, aplicando o princípio dos 5 R’s (Reduzir os consumos, Reduzir as perdas e desperdícios, Reutilizar a água, Reciclar a água e Recorrer a origens alternativas)?

Aquametragem

Portugal, 2018, 6:23, animação digital em 3D

Produção Executiva: Lisboa E-Nova

Escrito e dirigido por: Marina Lobo

Produção: aToca Animação digital

Promotor: Lisboa E-Nova

Parceria: EGEAC

Co-financiamento: Fundo Ambiental

Apoio: Câmara Municipal de Lisboa

Coordenação e concepção científica e pedagógica: Lisboa E-Nova

Concept art/ Desenho de personagens/ Story board / Animatic / Texturing/ Iluminação/ Render/ Edição: Marina Lobo

Desenho de Objetos / modelação / shading: Marina Lobo e Ricardo

PaisRigging/ Skinning / Simulação de fluídos: Nuno Felix

Animação: Sérgio Dias e Manel Bello

Composição / Pós produção: Marina Lobo e Filipa Lobo

Produção Audio: Buggin Media

Musica original: André Neto

Mistura: Hugo Santos

Sonoplastia: Filipe Chagas e José Caeiro

Youtube versão PT

Youtube versão Inglês

Disponível para download versão PT

Disponível para download versão em Inglês