Skip to main content
search

Eficiêcia Energética e comportamento passivo dos edifícios

Resumo da Sessão:
Nos climas amenos do sul da europa a adequada qualidade térmica da envolvente das habitações, com uma adequada captação de ganhos solares pode proporcionar condições de conforto térmico durante longos períodos de tempo.
A conceção de edifícios solares passivos é central para se obterem edifícios de elevada eficiência energética e se alcançarem edifícios com necessidades quase nulas de energia.
Nesta sessão foi apresentado um método e um indicador do comportamento térmico passivo de habitações, complementar à classificação energética de edifícios e que permite comunicar ao consumidor de uma forma simples o impacto da qualidade térmica da construção na satisfação das condições de conforto. Este método, também permite aos projetistas apreciar de uma forma mais sensível o impacto das soluções construtivas nas condições médias de conforto percecionado pelos ocupantes e não apenas impactos nas necessidades nominais de energia, constituindo uma perspetiva complementar para uma reabilitação urbana mais sustentável.

Data
04 de abril 2017

Localização
CIUL 

Orador
Armando Pinto (LNEC) e Rui Fragoso (ADENE)

Horário
17h45 às 19h30

Apresentação

Moderador
Miguel Águas

Outras sessões

Agosto 22, 2018

Os objetivos do desenvolvimento sustentável e a democratização da energia

Janeiro 31, 2024

Uma rede ciclável na área Metropolitana de Lisboa

Abril 17, 2018

Adaptação Climática da habitação – avaliação de vulnerabilidades do conforto térmico

Leave a Reply