Skip to main content
search

As coberturas verdes e promoção da biodiversidade do ambiente urbano

Resumo da Sessão:A incorporação de coberturas verdes possui um conjunto alargado de impactos económicos, sociais e ambientais que importa considerar. Ainda que os benefícios das coberturas e paredes verdes estejam globalmente demonstrados, estes sistemas continuam a não ser implementados em larga escala. Tem se verificado que os custos de instalação e manutenção ao longo da vida útil condicionam consideravelmente a atratividade destes projetos para os investidores,
uma vez que a maioria dos seus benefícios não é percetível a curto
prazo (ex. biodiversidade, redução da temperatura ambiente). Para pensar em meios de financiamento para apoiar investimentos deste tipo, cumprir as exigências da Comissão Europeia no âmbitode acesso aos fundos comunitários ou definir políticas de incentivo adequadas, é necessário conhecer o verdadeiro valor económico das infraestruturas verdes e determinar se os seus benefícios, numa perspetiva de economia pública, são suficientes para equilibrar esses custos e criar valor para a sociedade. A presente sessão irá assim discutir uma ferramenta de apoio à decisão para entidades públicas e privadas poderem avaliar investimentos associados ao desenvolvimento de coberturas verdes, que contabiliza todos os benefícios e custos associados ao longo do tempo

Data
07 Junho 2018

Localização
CIUL 

Orador
Paulo Palha; Cristina Matos Silva (ANCV – Associação Nacional de Coberturas Verdes)

Horário
18h00 às 19h30

Apresentação
-</strong

Moderador
Duarte Mata (Câmara Municipal de Lisboa)

Outras sessões

Fevereiro 27, 2023

Qualidade do Ar em Lisboa – 18 meses de monitorização contínua

Abril 17, 2018

Rede de bicicletas partilhadas em Lisboa

Fevereiro 12, 2019

Lisboa, Turismo e Sustentabilidade

Leave a Reply