Skip to main content
search

Eficiência Energética da Escola à Comunidade - Projeto PPEC Escola + Eficiente

Resumo da Sessão:
Depois do sucesso da primeira edição do projeto Escola + em 20 escolas de Lisboa (PPEC 2013-2014), concluído em junho de 2015, está em marcha uma segunda edição desta iniciativa de Educação para o Ambiente e para o Desenvolvimento Sustentável, para o ano letivo 2017-2018. Este projeto, intitulado Escola + Eficiente, é promovido pela Lisboa E-Nova, com o financiamento da ERSE (PPEC 2017-2018) e com apoio dos Municípios de Lisboa, Amadora e Sintra. Tendo como principais objetivos a sensibilização para a eficiência energética e a promoção da alteração de comportamentos, visa também alcançar reduções efetivas de consumos elétricos em 21 Escolas do 1º Ciclo destes Municípios (7 por Município).
De forma a alcançar os objetivos propostos, é explorada de uma forma colaborativa e dinâmica, a temática da eficiência energética em contexto escolar, envolvendo ativamente os participantes através de um conjunto de formas criativas:
1) Promoção de uma competição inter-escolar no ano letivo 2017-2018;
2) Formação e sensibilização de toda a comunidade escolar (alunos, professores, encarregados de educação e funcionários da escola);
3) Monitorização, em contínuo, durante um ano letivo, dos consumos de eletricidade das escolas envolvidas, com disponibilização de ferramentas tecnológicas que apoiam à visualização e compreensão destes dados.

Esta edição pretendeu ser mais abrangente, ao nível geográfico, mas também envolvendo a comunidade local de cada escola através das respetivas Juntas de Freguesia, promovendo poupanças em edifícios de serviços de pequena dimensão.

Data
20 Março 2018

Localização
CIUL 

Orador
Diana Henriques e Luís Cruz (Lisboa E-Nova) e Mª João Benquerença (VPS)

Horário
18h00 às 19h30

Apresentação

Moderador

Outras sessões

Fevereiro 28, 2024

Clima em mudança, verdade!

Abril 17, 2018

Gamificação – mecânicas de jogo ao serviço da sustentabilidade

Abril 19, 2018

Uma horta em casa – Biohorta em varandas ou quintal

Leave a Reply