Skip to main content
search

Etiquetagem energética de produtos e sistemas de aquecimento

Resumo da Sessão:
Desde dia 26 de setembro de 2015, os aquecedores de ambiente e de água, bem como os reservatórios de água quente passaram a estar abrangidos pela legislação Europeia de etiquetagem energética, tal como acontece já com outros eletrodomésticos.
A etiqueta energética, já conhecida dos consumidores, é uma obrigatoriedade, conforme a diretiva europeia 2010/30/EU e, com a entrada em vigor dos Regulamentos Delegados 811/2013 e 812/2013, abrange agora equipamentos como esquentadores, termoacumuladores, bombas de calor e sistemas solares térmicos, entre outros.
Uma das principais novidades da etiqueta energética de aquecimento é a sua aplicação não só a produtos individuais, mas também a sistemas mistos, isto é sistemas de aquecimento que juntem numa só solução de aquecimento produtos convencionais (esquentador, caldeira, entre outros), dispositivos solares e/ou controladores de temperatura.
Entra assim em vigor, uma importante ferramenta de comunicação através da qual os profissionais podem distinguir a sua oferta de mercado e os consumidores comparar e identificar as soluções mais eficientes, bem como as que utilizam energias renováveis, facilitando assim o seu processo de decisão.

Data
02 de fevereiro 2016

Localização
CIUL 

Orador
Joana Fernandes (ADENE)

Horário
17h45 às 19h30

Apresentação

Moderador
Gonçalo Calcinha (Lisboa E-Nova)

Outras sessões

Abril 19, 2018

Soluções, Aplicações, APPS para Sistemas de Mobilidade Multimodais

Abril 19, 2018

Uma horta em casa – Biohorta em varandas ou quintal

Fevereiro 27, 2023

Qualidade do Ar em Lisboa – 18 meses de monitorização contínua

Leave a Reply