Skip to main content
search

Fechar o ciclo: reciclar água para garantir a sustentabilidade futura das cidades

Resumo da Sessão:
Lisboa implementou e consolidou nos últimos 10 anos uma infraestrutura verde organizada em 9 corredores verdes, representando um aumento de 20% de área verde. Estes corredores verdes garantem um continuum ecológico que presta serviços aos cidadãos: ensombramento para combater o efeito ilha de calor; retenção e infiltração de água para reduzir os efeitos de inundações; aumento da biodiversidade urbana; melhoria da qualidade do ar. Este crescimento verde é por isso essencial para a adaptação de Lisboa às alterações climáticas, mas não pode constituir uma sobrecarga adicional para as reservas de água potável.

Como podem as cidades continuar a crescer de forma sustentável sem exercer uma pressão demasiado elevada nos recursos naturais como a água? A poupança de água é suficiente? Neste Ponto de Encontro que se realiza no Dia Nacional da Água, vamos conhecer o Plano Estratégico de Eficiência Hídrica e Reutilização de Água de Lisboa e discutir as várias soluções implementadas na cidade e como podem ser um exemplo pioneiro para a gestão sustentável das cidades.

Data
01 de outubro 2019

Localização
CIUL 

Orador
Sofia Cordeiro ( Estrutura Verde, Ambiente, Clima e Energia da Câmara Municipal de Lisboa)

Horário
18h00 às 19h30

Apresentação

Moderador
Maria Santos (Lisboa E-Nova)

Outras sessões

Maio 6, 2022

Construção rumo à neutralidade carbónica e à circularidade

Abril 17, 2018

O Futuro da Eficiência Energética na Habitação

Outubro 16, 2019

Metabolismo urbano e Economia Circular

Leave a Reply