alfa-AMA SSD

O multifacetado bairro histórico de Alfama enfrenta  atualmente vários desafios: o envelhecimento da população local em contraste com  um crescente afluxo de jovens profissionais, os edifícios degradados que coabitam com outros luxuosamente reabilitados e os novos negócios que competem com o comércio local há muito estabelecido. O objetivo do projeto alfa-AMA SSD é superar estes desafios e criar uma “Alfama mais sustentável e saudável para todos”, com especial enfoque na implementação de soluções sustentáveis integrando as alterações climáticas e a inovação no bairro.

Do ponto de vista prático, pretende-se alcançar este objetivo, identificando e apoiando o desenvolvimento de soluções empresariais em Alfama, tendo por base uma abordagem com forte ênfase na inovação social como resultado de um processo participativo, no qual as soluções são definidas em co-criação com os cidadãos locais e diferentes partes interessadas. Neste contexto, foram identificados três eixos prioritários, nos quais o projeto se irá focar: Espaços Urbanos resilientes às alterações climáticas; Mobilidade Limpa e edifícios Resilientes às Alterações Climáticas.

Através de uma abordagem sistemática e convergente para soluções integradas e complementares a estes três eixos, o projeto alfa-AMA SSD pretende, acima de tudo, atender às necessidades daqueles que vivem e visitam Alfama. Para garantir a obtenção destes resultados transversais, identificaram-se três principais oportunidades de integração: Integração de Dados; Necessidades dos Utilizadores Locais; Ideias para o Fortalecimento da Economia Local.

Durante esta primeira etapa, que decorreu até ao final de 2017, o projeto alfa-AMA SSD desenvolveu uma agenda que potencie a implementação de soluções sustentáveis, em que a adaptação e resiliência às alterações climáticas, bem como outros problemas ambientais, são vistos como oportunidades. Neste contexto, um conjunto de especialistas externos da rede Europeia SSD, apoiaram os especialistas locais na identificação das principais oportunidades, tendo por base os desafios atuais do bairro de Alfama assentes numa visão de longo prazo. A componente chave desta etapa passou pelo envolvimento conjunto de cerca 30 entidades que, considerando os seus interesses e necessidades, contribuíram para a identificação de oportunidades, desafios e soluções que servirão de base de trabalho para projetos futuros.

A coordenação geral do projeto é assumida pela Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT NOVA), que atualmente preside o grupo EIC Climate KIC em Portugal.

English Version

Story Map

Informação

PROGRAMA

Climate Kic – Smart Sustainable Districts

INÍCIO

Fase 1 – julho de 2017

Fase 2 – janeiro de 2018

DURAÇÃO

Fase 1 – 6 meses

Fase 2 – 6 meses

eit Climate_KIC
FCT Faculdade de Ciências e Tecnologia