Skip to main content
search

Emergência Climática e Sistemas Alimentares de Proximidade

Resumo da Sessão:

Os sistemas alimentares têm vindo a ganhar destaque na agenda política internacional como resposta ao contexto global de crise económica, climática e pandémica. Olhar para a alimentação como um sistema complexo que inclui diversas componentes, da produção ao consumo, permite, simultaneamente, pensar como beneficiar a saúde humana, ambiental e económica do planeta. Garantir uma alimentação responsável e sustentável implica, pois, colocar a alimentação como um aspeto central do modelo de planeamento e desenvolvimento territorial. Em Portugal, apesar de se assistir ao surgimento de muitas iniciativas relacionadas com o estabelecimento de circuitos curtos alimentares, os processos que têm por base o planeamento do sistema alimentar numa perspetiva de ordenamento do território e de gestão da paisagem, dão ainda os primeiros passos.

Para responder a estes desafios, surge a Rede de Parques Agroalimentares da Área Metropolitana de Lisboa, fundada recentemente por vinte entidades locais, regionais e nacionais. Nesta sessão iremos conhecer como se constituíram, qual o conceito e visão estratégia que estabeleceram para a próxima década, e como pretendem alavancar a transição alimentar na AML.

Data
08 de março 2022

Localização
Zoom

Orador
Rosário Oliveira (ICS.Ulisboa), Carlos Pina (CCDR-LVT), Filipe Ferreira (AML)

Horário
14h00 às 15h00

Apresentação
Download Aqui

Moderador
Victor Vieira (Lisboa E-Nova)

Outras sessões

Dezembro 6, 2018

Avaliação de ciclo de vida e economia circular

Abril 17, 2018

A Carris ao Serviço da Cidade de Lisboa: Desafios e Oportunidades”

Janeiro 18, 2021

Políticas e ferramentas de Promoção de Participação – o caso de Valongo

Leave a Reply