Skip to main content
search

Uma rede ciclável na área Metropolitana de Lisboa

Resumo da Sessão:

Portugal tem uma repartição modal desequilibrada pelo elevado peso do transporte individual.

Em 2019 foi aprovada a “Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Ciclável 2020-2030” (ENMAC), assumindo a ambição de pretender dar um contributo para a descarbonização da mobilidade, favorecendo opções de deslocação mais sustentáveis como a utilização da bicicleta. Simultaneamente, pretender maximizar os benefícios para a saúde dos cidadãos, proporcionando-lhes hábitos de vida mais saudáveis.

Na área metropolitana de Lisboa, desenvolver e disponibilizar aos técnicos e decisores, uma ferramenta digital (biclaR) que modelou a captação de utilizadores de bicicleta, mapeando a rede ciclável potencial e prioritária e medindo os impactes sociais e ambientais representou mais uma, das diversas, abordagens e ações que se impõem para a promoção dessa mobilidade sustentável.

A existência de uma infraestrutura ciclável confere uma “transição sem dor” para a utilização quotidiana da bicicleta, e que terá de ser reforçada por outras medidas de ordenamento do território, de sensibilização e alteração de comportamentos, de garantias também de estacionamento, de articulação, complementaridade e integração com os transportes públicos e mesmo o carro, de sistemas partilhados, de novos serviços de transporte (de entrega de encomendas e mercadorias, de “táxi”, etc) e a valorização da bicicleta também da fruição e lazer.

O biclaR insere-se nesta estratégia integrada, que assume a relevância da infraestrutura, e que modelou o potencial de captação para 3 cenários: As metas definidas pela Estratégia Nacional de Mobilidade Ativa Ciclável (ENMAC); a utilização da bicicleta elétrica (maiores distâncias, menor relevância da topografia, alargamento de potenciais utilizadores); A utilização da bicicleta como complemento a viagens de transporte público.

Data
22 de fevereiro 2024

Localização
Zoom

Oradores
Sérgio Pinheiro ( TML – Transportes Metropolitanos de Lisboa) / Sofia Bento (Grupo de Projeto para a Mobilidade Ativa)

Horário
17h00 às 18h00

Apresentação
Sérgio Pinheiro – Download Aqui
Sofia Bento – Download Aqui

Moderador
Carlos Contente de Sousa (Lisboa E-Nova)

Outras sessões

Abril 17, 2018

Conceitos e tipos de sistemas de cultivo sem solo

Outubro 24, 2023

Refúgios Climáticos para Cidades Saudáveis

Abril 19, 2018

Quantificação de impactes energéticos e ambientais da introdução de tecnologias alternativas na frota da CML

Leave a Reply